Rali Famalicão 2024

O Rali de Famaicão

O Rali de Famalicão 2024, irá decorrer nos dias 24 e 25 de maio, que será pontuável para os campeonatos Start Norte de Ralis 2024 e 2RM Norte de Ralis 2024, irá ser composto por nove classificativas, com passagem em 17 Freguesias do nosso concelho em prova, seja em troço ou em ligação. Este ano optamos por nomear em cada zona com nomes que significassem algo para a região, para assim promover a cultura e história famalicense.

No século XX, o Rio Pele, servia de passagem para vários populares que o atravessavam para se deslocarem aos seus trabalhos. Uma das marcas também conhecidas são as ramadas de vinha sob o leito do rio , são marcas vivas de práticas agrícolas.
A peregrinação a Santiago de Compostela, foi uma das mais concorridas da Europa Medieval. A popularidade da peregrinação começou a crescer a partir dos anos 80. O caminho tornou-se um itinerário espiritual e cultural de primeira ordem e é percorrido todos os anos por centenas de milhares de pessoas. Foi declarado primeiro itinerário cultural Europeu em 1987.
Região conhecida pelos belos trilhos, que se desenvolvem essencialmente em áreas rurais agrícolas e florestais. O traçado pedestre acompanha o retalhado de campos de cultivo,os vales dos rios Este e Guisande, visitando a Ponte de Coura, a igreja românica do antigo Mosteiro de Arnoso, a eira e espigueiro de Lordelo, o Buraco do Olheiro, paisagens e elementos representativos de uma cultura muito própria.
Desde a II Guerra Mundial que as Minas de Volfrâmio se encontram em estado de abandono, mas não deixam de despertar a curiosidade da população, movendo assim centenas de pessoas a visitar os monumentos que lá existem. Ao fazerem o trilho, além das Minas de Púlos, a Mina lugar de Espido, podem também encontrar o Depósito Caulino, a Exploração da Ribeira, Portas de Penices , Castro de Penices e Poços mineiros. Junto ao Rio destaca-se a antiga fábrica de papel que já em ruínas acentua a importância concedida pelo Castro .
O Moinho de S.Marçal,insere-se num grupo alargado de Moinhos implantados na margem do rio pelhe, desde a nascente até à foz. No inquérito paroquial de 1758, foram contabilizadas mais de 37 instalações molinológicas , só no rio pelhe. O Moinho de S.Marçal encontra-se identificado neste inquérito,pelo que contabiliza,pelo menos 261anos. Joaquim de Sá, foi o último Moleiro a exercer funções até à década de 1980. Em 2018 iniciaram-se os trabalhos de reabilitação do engenho.
Imagem WhatsApp 2023-12-23 às 18.19.12_db63914f

Mapas

Rio Pele

Caminhos de Santiago

Vale D'Este

Rota das Minas

Rota dos Moinhos

Quadro Oficial